Segurança Viária

Como otimizar o orçamento de um projeto de segurança viária

Escrito por Marcelo Raymundo

A rotina de trabalho de um projetista de infraestrutura rodoviária é muito corrida e exigente. Além de entregar os projetos dentro dos prazos estabelecidos e prestar um serviço de qualidade, ele deve propor soluções que prezam pela otimização do orçamento de segurança viária e buscam o melhor custo-benefício para cada tipo de rodovia e suas características.

Qualquer decisão equivocada coloca a vida de milhares de pessoas em risco, e isso deve ser evitado a todo custo. Em meio a esse cenário, é fundamental manter-se atualizado com as novidades do mercado e continuar em constante aprendizado.

Com as novas mudanças de normas e regras, todos os detalhes devem ser levados em consideração para otimizar os resultados e atrair cada vez mais projetos.

Um profissional de sucesso precisa analisar todos os fatores em seus escopos e não apenas aqueles relacionados às questões financeiras. Então, este artigo mostra dicas e conceitos para aprimorar o orçamento de um projeto de segurança viária. Tenha atenção em sua leitura e aproveite.

Acompanhar as mudanças do mercado

O desrespeito às leis e a imprudência ainda causam vários acidentes em nosso país. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o quarto colocado em número de morte no trânsito nas Américas.

Além disso, acontecem cerca de 47 mil mortes e 400 mil pessoas ficam com algum tipo de sequela por causa dos acidentes de trânsito. Dessa forma, a segurança viária vem ganhando cada vez mais importância e espaço em nossa sociedade.

Com o passar dos anos, foram desenvolvidas várias medidas e tecnologias para promover a segurança e reduzir esses problemas, como a Lei Seca, o aumento das penalidades das multas, as campanhas de conscientização dos motoristas e a criação de veículos mais seguros e estáveis.

Anteriormente, para a instalação de defesas metálicas, o mercado nacional seguia apenas as recomendações das normas NBR 6970 — Segurança no Tráfego — Defesas metálicas zincadas por imersão a quente e NBR 6971 — Segurança no Tráfego — Defesas metálicas — implantação.

Elas descreviam seus materiais e dimensões, mas não davam todo o suporte necessário para projetistas criarem orçamentos de segurança viária otimizados.

Em março de 2016, houve a revisão da norma NBR 15486 — Segurança no Tráfego — Dispositivos de contenção viária — Diretrizes de projeto e ensaios de impacto — foi lançada e revolucionou essa área de atuação.

Isso aconteceu pelo fato dela ser baseada em critérios amplamente testados e utilizados no mercado internacional, esclarecendo pontos obscuros da norma anterior e oferecendo recursos mais seguros para as contenções viárias.

Outra questão muito importante está relacionada à globalização e automação de processos. Hoje em dia, as condições de qualidade das rodovias sofreram um grande salto. Com isso, os consumidores acessam mais informações e tornaram-se mais exigentes.

Antecipar possíveis problemas durante a fase de criação do projeto

A integração entre projetistas também é outra questão essencial para o sucesso de qualquer rodovia. Quem não utiliza o diálogo ou não se preocupa com as outras soluções adotadas por seus parceiros de trabalho está no caminho errado.

A melhor forma de otimizar um projeto de segurança viária é trabalhar diretamente nos projetos de geometria e drenagem, pois assim é possível garantir que os conceitos de segurança sejam implementados, reduzindo os custos e evitando o retrabalho.

Além de reduzir o orçamento de segurança viária, essa medida agrega valor ao seu produto e mostra que você está preocupado com o engajamento e a integração de toda a equipe.

Não adotar uma mesma solução em toda a extensão do projeto

Uma estrada pode percorrer milhares de quilômetros e atravessar vários municípios ou estados. Cada trecho desse projeto precisa ser analisado separadamente para que o engenheiro responsável possa conhecer as condições de cada um deles e escolher a solução mais adequada.

Infelizmente, alguns profissionais adotam o mesmo tipo de solução em toda a sua extensão, visando padronização. Essa atitude, em um extremo inferior, coloca em risco a segurança dos veículos e das pessoas que passam por essa rodovia e no extremo superior, eleva significativamente os custos.

Isso acontece, pois cada parte da rodovia tem particulares de geometria, drenagem, fluxo de veículos, histórico de acidentes e velocidade que precisam ser respeitadas. . Portanto, faça uma análise com muito cuidado e otimize o seu projeto.

Nessas horas, escolha os equipamentos e materiais que oferecem o melhor custo-benefício, mas não se esqueça de prezar pela segurança dos usuários e não adote apenas o fator financeiro em suas escolhas.

Utilizar dispositivos de contenção corretos

É perceptível que a atuação de um projetista pode salvar vidas e evitar acidentes, não é mesmo? Todos os critérios que citamos garantem a qualidade do projeto e ajudam na entrega de soluções eficientes e dentro dos prazos estipulados. Os dispositivos de contenção também têm grande importância.

Por exemplo, a defensa metálica com nível de contenção N2 é testada em laboratórios internacionais. Ela pode ser utilizada de acordo com as indicações do diagrama de seleção de dispositivos de contenção da NBR 15486 de 2016.

O nível contenção N2 é mais leve do que os outros sistemas existentes no mercado pois utiliza-se de aços especiais e oferece excelente custo-benefício.

Otimizar o orçamento de segurança viária é um dever de um profissional que deseja criar projetos de qualidade e que protegem os usuários. Dessa forma, é fundamental conhecer todos os materiais e saber onde aplicá-los com segurança na rodovia.

Em qualquer etapa do seu trabalho, a proteção dos usuários vem em primeiro lugar. A proteção dos obstáculos nunca pode ser mais importante do que a vida e o bem-estar dos motoristas e passageiros. Qualquer que seja a solução adotada no projeto, está deve redirecionar o veículo para a pista da melhor maneira possível.

Você gostou do nosso post? Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto ou não sabe como otimizar o orçamento de segurança viária? Deixe sua opinião no espaço de comentários!

 

Deixar comentário.

Share This