Segurança Viária

6 atributos essenciais de um projetista de rodovias bem-sucedido!

Escrito por Marcelo Raymundo

O transporte rodoviário é o modal mais utilizado no país, seja para o transporte de cargas, que saem das plantações do interior rumo aos portos, seja das áreas industriais em direção às grandes cidades, seja de passageiros que viajam em carros ou ônibus para os mais variados destinos. 

Dados da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) apontam que a malha rodoviária brasileira tem mais de 1 milhão e 700 mil quilômetros, mas apenas 12% desse total é pavimentado. O restante das ligações é feito por meio de estradas de terra. O Brasil, que apresenta a taxa de 25 km asfaltados a cada 1.000 km², fica atrás, no quesito pavimentação, de países como Canadá (41,6), Austrália (46), Rússia (54,3), China (360) e Estados Unidos (438).

Neste cenário, o Brasil ocupa o longínquo 111º lugar no ranking de competitividade global do Fórum Econômico Mundial em qualidade da infraestrutura rodoviária. 

Embora essa situação seja bem conhecida, sobretudo para quem utiliza as rodovias brasileiras, pouco conhecido é o trabalho do projetista de rodovias, um profissional que lida diretamente com as demandas do tráfego e as necessidades econômicas e sociais para estabelecer rotas que facilitem o deslocamento de pessoas e empresas. 

Neste artigo, vamos falar mais sobre os atributos necessários para ser um projetista de rodovias, a profissão e os principais desafios do seu dia a dia. Confira!

O projetista de rodovias e o mercado de trabalho no Brasil

Em geral, um profissional que trabalha como projetista de rodovias é formado em engenharia civil — com ênfase em estradas —, engenharia de tráfego, engenharia de transportes ou alguma área correlata.

Embora a nomenclatura seja recente, essa não é uma área nova, tendo sido sempre ocupada por engenheiros civis. Isso porque a engenharia civil engloba uma série de vertentes, que vão desde a geotecnia, passando por estruturas de concreto, construção de edifícios e, claro, pela área de transportes. 

Quem pretende se tornar um projetista de rodovias encontrará, durante a especialização, matérias como projeto, construção e manutenção de vias, monitoramento e gerenciamento de fluxo de veículos, logística e outras que tenham a ver com a compreensão da mecânica de solos.

Mas, afinal, o que faz um projetista de rodovias na prática?

9 tarefas de um projetista de rodovias

  1. Projetar obras em vias e rodovias no meio urbano e rural;

  2. Adequar a sinalização de vias conforme as normas técnicas;

  3. Adaptar meios de transporte para melhoria da qualidade de vida das pessoas;

  4. Apresentar inovações para o sistema de transportes de uma determinada região;

  5. Realizar estudos e pesquisas de campo sobre o estado de manutenção de estradas e solos;

  6. Realizar reparos em danos causados por desastres naturais;

  7. Aperfeiçoar a mobilidade nas estradas, levando em consideração fatores como o impacto no meio ambiente, resolução de problemas para moradores do local, custos, entre outros;

  8. Apresentar soluções para melhoria da mobilidade urbana, levando em consideração a redução dos engarrafamentos e do tempo de deslocamento e o aumento da oferta de malhas de transporte;

  9. Desenvolver soluções de segurança viária para o projeto de construção de uma via.

Desafios da profissão

Como qualquer profissão ligada à engenharia civil, o projetista de rodovias precisa de um mercado aquecido para ter uma boa demanda de trabalho. O desenvolvimento de uma nova rodovia ou até mesmo obras de duplicação ou melhorias necessitam de grandes investimentos, sobretudo do poder público. 

Isso significa que a oferta de vagas e o pagamento de bons salários está ligada diretamente ao momento econômico vivido pelo país. Anos de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e de alta nos investimentos resultam em maior quantidade de obras rodoviárias. Na contramão, períodos de crises econômicas significam interrupção de projetos e congelamento de novas construções de rodovias. 

Esse panorama melhorou a partir da década de 1990. Até lá somente o poder público podia desenvolver e executar uma obra viária, mas em 1994, com a autorização da figura das concessões públicas e, uma década mais tarde, com as Parcerias Público-Privadas (PPPs), houve um aumento da demanda para mais obras, já que as administrações públicas passaram a atribuir alguns projetos à iniciativa privada.  

Infelizmente no momento atual, o Brasil está carente de investimentos em infraestruturas. Isto prejudica todos os setores, principalmente o setor de transporte e mobilidade urbana.    

Atributos essenciais de um projetista de rodovias bem-sucedido

1. Conhecimento atualizado sobre o mercado

Um bom profissional precisa estar em constante atualização. Entender sobre as oportunidades do setor, as tecnologias que estão sendo empregadas dentro e fora do país e as soluções adotadas em grandes cidades, por exemplo, ajuda a aumentar a bagagem de conhecimento técnico do profissional. 

2. Cursos e especializações

Além da atualização sobre o mercado e outras tendências, um currículo que contém cursos e especializações em faculdades e universidades de prestígio ajudam a dar maior peso à carreira do profissional. 

3. Desenvolvimento de portfólio próprio

Um portfólio próprio com imagens e descrição técnica dos serviços realizados ajuda o profissional a mostrar as suas qualidades e linha de atuação. É importante divulgar esse portfólio, já que hoje existem diversas plataformas online e gratuitas para isso, para que gestores possam encontrá-lo com maior facilidade. 

4. Nome consolidado

A construção de um nome no mercado é importante para que o profissional seja sempre procurado para liderar e trabalhar em diferentes projetos. Claro que essa consolidação é construída ao longo do tempo, mas é importante investir atenção e energia em cada trabalho e escolher os projetos certos para trabalhar. 

5. Bom relacionamento

O networking é uma prática comum em todas as profissões, não sendo diferente para um projetista de rodovias. Apresentar um portfólio com obras de relevância e investir na relação com gestores do setor é parte importante do trabalho para garantir novas oportunidades.

6.  Conhecimento em tecnologias e softwares

Se, antigamente, era importante saber lidar com planilhas e mapas, apesar de essas habilidades não terem desaparecido com o passar dos anos, também tornou um atributo essencial de um projetista de rodovias saber lidar com as tecnologias e softwares que ajudam na elaboração de projetos de infraestrutura e monitoramento. 

Neste artigo mostramos algumas atividades típicas da carreira de projetista de rodovias e algumas habilidades que este profissional deve estimular ao longo do tempo. 

Agora que você sabe mais sobre essa profissão e como se tornar um projetista de rodovias bem-sucedido, que tal seguir o nosso perfil nas redes sociais para ficar por dentro de assuntos interessantes como este? Estamos no LinkedIn e no Facebook. Até a próxima!

Deixar comentário.

Share This